O Projeto

O Núcleo, em 2018, resolveu criar o Projeto Colibri, na Sede Mantiqueira, com o objetivo de fomentar a cultura local, com seus artistas e pesquisadores, e ainda criar um intercâmbio cultural com as cidades próximas. O foco é promover eventos artísticos relacionados à dança, música, teatro, artes plásticas e audiovisual, além de ser um espaço aberto para que artistas realizem seus projetos culturais. 

 

 

Cia Colibri

 

A Cia. surgiu da necessidade do artista Juliano Barone, juntamente com seus parceiros de trabalho Camila Coltri e Fernando Félix, de se criar um coletivo teatral que propusesse um intercâmbio cultural com artistas de diversas regiões de São Paulo. 

Com o foco em ocupar a Sede Mantiqueira com seu repertório, a Cia. Colibri começou sua pesquisa no entrecruzamento das linguagens do teatro, da dança e do audiovisual, buscando se aprofundar em encenações em espaços não convencionais, a partir de textos contemporâneos. 

 

Logo Cia Colibri.png

Mostra Colibri de Teatro

 

A Mostra Colibri de Teatro objetiva realizar uma curadoria de espetáculos teatrais, vindas de diversas Estados e de outros países, para realizarem sessões no Teatro de Bolso Victor Leonardi, além de oferecer espaços para que os artistas desenvolvam cursos, palestras e rodas de conversas. 
Como responsável técnico e curador, o diretor e arte-educador Juliano Barone, busca selecionar projetos com pesquisas autorais, com temas relevantes e necessários para a atualidade. Todas as sessões são a preços populares para a moradores de SFX e gratuitas para os jovens do Ensino Médio.

 

Núcleo Colibri de Artes

 

O Núcleo Colibri de Artes busca se tornar um centro de referência no ensino do Teatro. O objetivo é de oferecer um curso de excelência, com orientadores altamente capacitados e especialistas em suas áreas. Com uma proposta artístico-pedagógica que una técnicas teatrais, estéticas específicas e disciplinadas fundamentais, o foco é criar um espaço de ensino capaz de apresentar diversas técnicas, unindo teoria e prática, para que cada um se aprimore como artista, sem perder o olhar para a comunidade de São Francisco Xavier.